Mês: abril 2019

Nodos Lunares

É impressionante interpretar os Nodos lunares e perceber que esses pontos fazem sentido na vida de cada um de nós. Nesse post você vai entendê-los, não como Nodo Norte ou Nodo Sul, mas como eixos.

Esse eixo, também chamado de Eixo Nodal, caminha em movimento retrógrado, ao contrário do movimento natural dos planetas, e possui um ciclo zodiacal de cerca de 19 anos, ou seja, 1 ano e 7 meses aproximadamente por signo. A cada 19 anos e meio aproximadamente, parece que há um estalo que nos empurra para algum tipo de vivência importante. Isso acontece toda vez que ocorre esse Retorno Nodal, como é chamado. Ou seja, somos impelidos a fazer algo em determinada direção.

O significado essencial, Nodo, quer dizer nó. Então, quando falamos de nó, é como se se pegássemos dois pedaços de barbante, os entrelaçamos e os juntamos. Essa amarração significa simbolicamente um encontro. Eram dois pedaços que estavam sozinhos, foram entrelaçados e formaram, então, um vínculo, um nó. Na Astrologia cada palavra é carregada de significados simbólicos, então, nesse contexto, nó, encontro e vínculo, são palavras escolhidas para representar as questões ligadas aos Nodos Lunares. Entre outros fatores do mapa, os Nodos Lunares proporcionam a formação de vínculo entre pessoas, de acordo com as características do Eixo Nodal natal e de trânsitos do Eixo Nodal sob os demais pontos do seu mapa.

Mas o que é o Eixo Nodal, afinal? É o encontro entre a trajetória da órbita do Sol com a trajetória da órbita da Lua em relação à Terra. Simbolicamente, é também o encontro do masculino (Sol) com o feminino (Lua). Quando pensamos em termos Nodos Lunares, sempre remetemos a essa conexão e ligação entre masculino e feminino. Portanto é como se fosse um casamento, tanto no sentido literal como no figurado, por exemplo quando você conhece – encontra – alguém que muda a direção da sua vida. Essa situação simbólica tem a ver com os Nodos Lunares.

Os Nodos Lunares também são chamados de Cabeça e Cauda do dragão. A cabeça (NodoNorte); cauda do dragão (Nodo Sul). Imagine que você é um dragão: sua cabeça está voltada para uma direção e sua cauda para a direção oposta. O Eixo Nodal também pode ser entendido simbolicamente como o movimento de onde você veio para onde você vai.

O Eixo Nodal também revela a entrada de pessoas significativas na sua vida. É o encontro que traz uma espécie de luz e muda a sua rota, como por exemplo: alguém na sua empresa disse pra você estudar informática e você achou a ideia interessante, embora nunca tenha pensado na possibilidade anteriormente. Colocando o estudo em prática, de repente, você se vê num rumo promissor. Esse é o típico encontro provocado pelo Eixo Nodal, aquele que muda a direção da sua vida.

Outro significado interessante é o do Nodo Norte, que remete ao tipo de elo que se busca numa relação ou relacionamento. Se voltarmos para o símbolo do dragão, podemos pensar no seguinte: se você veio da cauda, lá já conhece tudo. No entanto, à medida que você vai caminhando na direção apontada pela cabeça do dragão, plim: encontra o novo. É aí que as novidades podem acontecer, portas podem se abrir, pessoas significativas podem aparecer e é também a partir de lá que o universo se abre. É isso que o Nodo Norte indica: para onde a sua vida pode caminhar para que as coisas deem certo.

Finalmente, é importante pontuar que não se deve desprezar o Nodo Sul (cauda) em detrimento do Nodo Norte (cabeça). Na verdade, um não nega o outro. O que ocorre é que somente usando a força do Nodo Sul (o nosso comportamento automático) é conseguimos buscar com sucesso a direção do Nodo Norte (o que nos desafia, nos mete medo, mas pode abrir incríveis possibilidades).

Curtiu esse conteúdo, mas achou ele muito curto? Venha estudar os Nodos Lunares e muito mais, no Curso de Formação em Astrologia da Cia dos Astros: www.ciadosastros.com.br

*Esse conteúdo foi baseado em apenas uma parte da Palestra que Sérgio Pupo fez em

fev/19 num evento do SINARJ sobre Nodos Lunares.

Você pode assistir a palestra completa no Youtube aqui!

Futuro: como você lida com ele?

O futuro é um assunto bastante interessante e curioso, mas o que será que a Astrologia diz sobre ele?

Algumas pessoas se programam para a vida lá na frente; “ah, eu vou me aposentar aos 65 anos”, “vou viajar para tal lugar daqui a 5 anos” ou “vou mudar de casa daqui a 2 anos”, por exemplo, são afirmações bem comuns de se ouvir. Por incrível que pareça essas pessoas planejam, programam e conseguem esses projetos de vida com muita facilidade. São pessoas que têm foco e clareza no futuro e executam seus projetos, passando longe do abstrato do “quem sabe um dia”.

Por outro lado, existem aquelas pessoas que costumam usar a expressão “o futuro a Deus pertence”, “um dia”, “eu ei de conseguir” e por aí vai. Como se o futuro fosse algo sem forma, muito vago e a mercê do acaso, do destino e das circunstâncias, fazendo com que elas se sintam direcionadas para este tipo de percepção, porque estão com outro foco na vida.

Existem também aquelas pessoas que jogam possibilidades, ações e tudo o mais lá pra frente, do tipo “quando der, eu faço”. Ações essas que elas teriam a perfeita condição de fazer no momento presente.

Também existem as pessoas que estão extremamente envolvidas com o momento presente, com o imediato. Por isso, tendem a ter uma vida acelerada, com muitas emergências, de modo que elas não têm condições de se imaginar no futuro. Isso pode ser explicado pelas situações vividas, que as trazem sempre para o instante, o agora, o presente.

Esse assunto é abordado pela casa 11 – através dos signos, planeta regente e outros planetas – que mostra como a projeção do futuro funciona na vida de uma pessoa. O tema faz parte do Curso de Formação em Astrologia da Cia dos astros: www.ciadosastros.com.br

Céu de Abril

Há bons aspectos no céu no início de abril. De 05 a 08/04 Mercúrio em sextil a Saturno vai facilitar a implementação de ideias e projetos, que poderão ser criados e colocados em prática de maneira consistente e com um bom senso de realidade. Em seguida, Mercúrio recebe outro sextil, agora de Putão (de 09 a 11/04), aumentando o poder de negociação em qualquer atividade. O problema é que Saturno, entrando em forte desarmonia ao Sol, de 09 a 11/04, irá dificultar as coisas, gerando medo de agir e um certo pessimismo, que não é nada benéfico.

No meio disso, Vênus conjunto a Netuno em Peixes entre 9 e 10/4 pode nos levar a decisões financeiras equivocadas, pois o julgamento – inclusive nas questões afetivas – fica enevoado e tendente à credulidade ingênua. Evite cair nessa cilada. Felizmente logo após esse período, Saturno vai dar um auxílio à Vênus de 11 a 13/04, dando uma certa dose de pragmatismo e objetividade às questões financeiras e afetivas.

Júpiter fica em movimento retrógrado de 10/04 a 11/08, será um bom momento para rever questões judiciais, revisar dissertações de mestrado ou teses de doutorado.

Mercúrio entra em conflito com Júpiter de 11 a 13/04. Além disso, Sol e Plutão se estranham entre 12 e 14/04. É um período tenso, em que a briga de egos e a disputa por vencer as discussões ficam mais acirradas. Procure evitar entrar nessa vibração, pois será uma briga inútil! No dia 14/4, o Sol em harmonia a Júpiter pode tornar mais clara essas questões.

Vênus faz bom aspecto a Plutão de 14 a 15/4, sendo um bom momento para procurar recuperar relações afetivas que não estavam bem, assim como aquela conta bancária que estava no vermelho, mas para isso será necessário empenho e negociações da sua parte. O que pode atrapalhar esse movimento, e que deve ser evitado a todo custo, é o que indica Vênus em desentendimento a Júpiter de 15 a 16/4, quando o impulso para a autogratificação cresce demais. Isso pode levar por água abaixo os esforços de recuperação que Plutão e Vênus podem proporcionar. Procure evitar gastos desnecessários para não se arrepender depois.

Mercúrio entra no signo de Áries de 17/04 a 06/05, tornando as comunicações mais diretas e assertivas. Nesse período, não dê voltas para falar, se quiser deixar seu recado claro. Por outro lado, com a entrada do Sol no signo de Touro, na manhã de 20/04, surge uma maior necessidade de conforto e segurança no lugar da pressa (Sol em Áries). Neste período haverá uma tendência em fazer as coisas com um pouco mais de calma e consistência, privilegiando um balanço positivo entre esforços e resultados. Essa tendência deve permanecer até que o Sol entre em Gêmeos, no dia 21 do mê seguinte.

Entre os dias 21 e 23/04 Sol e Urano ficam conjuntos, aumentando a necessidade de adrenalina e excitação. Um desejo por maior liberdade e autonomia pode surgir eventualmente, desafiando regras e limitações que são impostas pelos outros. Procure usar a criatividade e não a mera revolta para se desvencilhar do que o oprime, isso será bem eficaz no momento.

Netuno enfraquece Marte entre os dias 25 e 19/4. Será um período no qual você poderá se cansar mais rapidamente e, muito provavelmente, levará mais tempo para se recuperar. Netuno ainda poderá dificultar a tomada de iniciativa e a capacidade de lutar pelos seus objetivos. A sensação é de muito esforço para pouco resultado ou resultados muito distantes do que se pretendia. Mas tenha calma, foco e persistência, ok?

No último dia de Abril começam dois aspectos de Mercúrio, à primeira vista, contraditórios. Primeiramente, um sextil com Marte (30/04 a 02/05), que provocará a ansiedade de se mexer, sassaricar pelos arredores, correr ou conversar e trocar informações com pressa. Porém, ao mesmo tempo, Saturno quadra Mercúrio (30/04 e 01/05), criando dificuldades nos deslocamentos e nas comunicações. O segredo é contorná-las sem “dar murro em ponta de faca”, ou seja, se não deu de um jeito, tente de outro e de outro, até que consiga! Isso não impede o sentimento frustrante de tentar várias vezes, mas contornar o problema sem tentar passar por cima do que o restringe vai dar mais certo neste período.